Cuidados ao trabalhar Pilates com Gestantes

Muitos estudos tem indicado o exercício de Pilates.
Mas, e para as grávidas, essa atividade seria aconselhada? Como usar Pilates com Gestantes?
Os benefícios para o corpo são inúmeros.

pilates aplicado a gestantePraticar o método Pilates na gravidez tem sido algo cada vez mais recomendado pelos médicos obstetras e ginecologistas de todo o mundo.

Não é a toa que o Pilates vem ganhando espaço no universo das futuras mamães.

Mais da metade das gestantes apresentam dores nas costas, esse percentual fica ainda mais elevado quando se tratam de eventuais dores ou desconfortos na coluna.

Os motivos mais comuns para tais dores são tensões musculares, aumento na curvatura da lombar ou inflamação no nervo ciático, sendo essa última, a causadora de desconfortos reflexos nos glúteos ou atrás das pernas.

Para aplicar as técnicas de Pilates a mulheres grávidas, é vital dominar as técnicas, para assim saber quais são mais indicadas durante essa fase.
de realizar o trabalho voltado a grávidas, é é muito importante conhecer as modificações pelas quais o corpo passa nesse período da gestação, e dessa forma, selecionar as atividades ideais para usar.

Ainda, é relevante a cada trimestre da gestação adaptar o treino, adaptando à condição atual da grávida.

Além do fato de ter de se considerar o trimestre em que se encontra a gestante, há o fato de levar em conta o condicionamento físico da praticante e as limitações de cada um. Dito isso, inferimos que é praticamente um treinamento personalizada para cada mulher.

O Pilates na gravidez se torna essencial para um bom desenvolvimento da gestante, além de se tornar um ótimo aliado para evitar dores e desconfortos. Dessa forma, a grávida também chega aos objetivos do Pilates com sastisfação. Dentre as metas, podemos citar facilitar a oxigenação do bebê e proporcionar bem-estar para que assim ela tenha satisfação com a nova condição do corpo.

Alguns cuidados

Um cuidado bem vital ao aplicar Pilates a gestantes é considerar que nessa condição a grávida sofre maior instabilidade nas articulações. O responsável por essa situação é hormônio relaxina, comum na gestação, e que tem como função auxiliar na acomodação do bebê no útero e facilitação na horado parto.
Assim, a gestante acaba tendo um risco elevado de queda. Mas, a alteração não é muito perceptível para grávida, que por esse motivo pode querer continuar a rotina de exercícios. Por esse fato, essa orientação do profissional é muito significativo quanto ao que é adequado ou não fazer.

Qual roteiro é interessante em Pilates para grávidas

No início, quando a mulher o Pilates, se estiver no trimestre inicial da , o roteiro do treino é bem semelhante ao de uma mulher não-gestante. Até porque o início nessa atividade privilegia movimentos mais simples.

Porém, mesmo forma, necessário é buscar uma avaliação no início, para saber como está o condicionamento da praticante. Nesse período da gravidez há a possibilidade de se fazer os seguintes movimentos:

• Fortalecimento de glúteos; fortalecimentos globais
• Alongamentos;

A partir do segundo semestre, a mulher geralmente está mais disposta e assim é possível praticar mais exercícios de Pilates, como estes:
• Posição quadrúpede sem muitas variações;
• Contração do períneo;
• Elevação da perna reta;
Dentre muitos outros.

No terceiro trimestre o leque de opções se amplia, e muitas técnicas podem ser aplicadas à gestante.

Especialize-se e não tenha mais dúvidas em atender gestantes: http://cursopilatesgestante.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *